Big Brother Brasil e por que o reality show continua atraindo tanta audiência | PodPOP em TEXTO #79

O Big Brother Brasil parecia estar fadado à queda gradativa de audiência a cada ano, mas a edição de 2020 provou que talvez o formato tenha uma forte sobrevida à frente

Por Willians Glauber

Sim, o Big Brother Brasil, mesmo na 20ª edição, provou-se ainda muito relevante para a audiência brasileira.

Diferente das últimas edições, o BBB20 estabeleceu uma relevância gigantesca nas mídias sociais, emplacando mais de um milhão de menções no Twitter, por exemplo, a cada novo paredão.

E não só isso, muitos assuntos discutidos pela sociedade brasileira foram pautados de dentro da chamada casa mais vigiado do Brasil.  

big brother brasil 2020Mas seria a escolha de subcelebridades da internet, os ditos influenciadores, a única explicação dessa audiência renovada que o programa ganhou em 2020?

Talvez não a única, mas esse é um ingrediente que tornou a experiência de assistir ao reality mais empolgante.

Vale ressaltar que o simples fato de Boninho (diretor geral de entretenimento da Rede Globo) optar por selecionar os participantes de acordo com sua base de fãs nas mídias sociais, por si só, já prova o desgaste do formato no país.

Afinal, uma decisão dessas subentende a transição de parte dessa base de fãs da internet para a televisão/streaming. 

Portanto, o upgrade era mais do que necessário para o formato, já desgastado havia alguns anos. Mas ele só corrobora os outros argumentos que vou abordar aqui.

Pra entendermos a contínua relevância de um reality show como o BBB na audiência brasileira, é preciso contextualizar de uma maneira, digamos, teórica, em que consiste o programa em termos narrativos.

Temos ali cerca de 20 e poucos personagens de uma história que só conta com três elementos principais como ponto de partida: cenário previamente escolhido, perfis de cada personagem em si e as regras pré-estabelecidas para o que eles chamam de jogo.

A partir disso, quem movimenta a narrativa desse enredo é o espectador, que ao observar comportamentos, reações e atitudes desses personagens, escolhe quem continua ou não a participar da trama.

Mas rumando para além disso, o que a gente mais tem de apelativo nesse formato é a imprevisibilidade da narrativa.

Assim como num jogo de voleibol ou futebol, não se sabe o final dessa trama, muito menos o que vai acontecer até o desfecho. 

Portanto, isso transforma o assistir ao BBB uma experiência única para o espectador, afinal ele ajuda a construir uma história cujos personagens são imprevisíveis, cuja trama pode oferecer dezenas de plot twists e cujo final pode surpreender.

Ainda que haja o “desconforto” de não se saber para onde a história vai, existe o poder de condução dessa narrativa entregue totalmente nas mãos de quem assiste.

Essa pessoa não só passa a fazer parte da narrativa, como se torna responsável pelo desfecho da trama, portanto uma peça-chave para o final da história vista na telinha todos os dias.

LEIA TAMBÉM:
Big Brother: afinal, de quem foi a ideia de fazer o reality e como surgiu?

Toda semana tem textos, podcast e vídeo novos.
Mande um e-mail pra gente:
contato@podpop.com.br

Siga a gente no INSTAGRAM!
Curta nossa página no Facebook

podcast sobre série podcast sobre série podcasts sobre filmes podcast sobre filmes podcast sobre música podcasts sobre música podcasts no spotify podpop podcast cultura poppodcasts no Deezer podcast Deezer ouvir podcasts no Deezer

LEIA OUTROS TEXTOS AQUI DO PODPOP:
textos cultura pop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.