O livro Leopardo Negro, Lobo Vermelho, de Marlon James promete agradar aos fãs da Marvel e de fantasia

Leopardo Negro, Lobo Vermelho, de Marlon James editora Intrínseca lançamento

Leopardo Negro, Lobo Vermelho é do autor jamaicano vencedor do Man Booker Prize, ele cria épico fantástico, ambientado na África, com referências a Bosch, García Márquez e ao universo Marvel

Por Redação PodPOP

O Rastreador é um dos mercenários que se candidatam para encontrar um menino desaparecido, provavelmente o herdeiro legítimo do trono de um império e que talvez nem esteja mais no mundo dos vivos.

Guiado por um faro excepcional, que lhe permite identificar bebidas envenenadas e inimigos à espreita a quilômetros de distância, este incansável caçador cumpre sua jornada em uma África pré-colonial.

Passa por cidades ancestrais, desbrava rios e florestas e também esbarra com uma vasta galeria de personagens, demônios, feiticeiros, bruxas, prostitutas e necromantes, muitos deles flutuam entre os gêneros, mudam de cor e alternam entre os status humano e não humano.

Em Leopardo negro, lobo vermelho, Marlon James cria uma trama poderosa, inspirada nas histórias e folclores da África, que perpassa as fronteiras entre o real e o surreal.

Neste épico fantástico do qual também transbordam sangue e violência, o autor, vencedor do Man Booker Prize em 2015, questiona os limites da verdade e do poder e o pre­ço da ambição, sempre valendo-se do uso de referências múltiplas, que vão de Gabriel García Márquez, passando por Hieronymus Bosch e o universo Marvel.

Leopardo Negro, Lobo Vermelho, de Marlon James editora Intrínseca (2)

Diferentemente do cultuado best-seller Breve história de sete assassinatos, cujos capítulos são narrados por vários personagens, cada um com seu modo muito particular de interpretar os “fatos” e de se expressar, desta vez quem conta a maior parte do que se lê é o Rastreador.

Confrontado pela vastidão do continente, por toda a beleza e terror em seu caminho, ele decide ir contra seus princípios de caçador solitário ao perceber que seus inimigos são mercenários em busca do mesmo objetivo.

O grupo ao qual se junta é heterogêneo e composto por uma gama de criaturas extremamente atípicas, entre eles um misterioso metamorfo, metade homem, metade Leopardo, que irá conduzi-lo pelo caminho.

Enquanto lutam para sobreviver e concluir a tarefa, o Rastreador é assombrado por diversos questionamentos: quem é o menino desaparecido? O que o fez desaparecer? Por que há tanto interesse em que não seja encontrado? Mas, sobretudo, quem está mentindo e quem está dizendo a verdade?

Desdobrando persona­gens e lendas em uma cascata vigorosa, Leopardo negro, Lobo vermelho ─ em uma bela edição capa dura ─ é uma ode à beleza e à pluralidade da mitolo­gia africana.

Direitos de produção de uma adaptação para o cinema foram adquiridos por Michael B. Jordan e Warner Bros.

 

“James cria uma África ancestral perigosa e alucinante, um mundo fantástico ao estilo de Tolkien, o tipo de livro que eu não sabia que precisava ler até lê-lo.”
Neil Gaiman

“Contagiante, cheio de ação, o equivalente literário do universo dos heróis da Marvel.”
Michiko Kakutani, The New York Times

Leopardo Negro, Lobo Vermelho, de Marlon James editora Intrínseca (3)

MARLON JAMES nasceu na Jamaica em 1970. É autor do best-seller do The New York Times Breve história de sete assassinatos — livro vencedor do Man Booker Prize em 2015 — e de outros títulos como The Book of Night Women John Crow’s Devil. Atualmente se divide entre as residências em Minnesota e Nova York.

Toda semana tem textos e vídeos novos.
Mande um e-mail pra gente:
contato@podpop.com.br

VISITE NOSSA CATEGORIA SOBRE LITERATURA: