Big Brother: afinal, de quem foi a ideia de fazer o reality e como surgiu? | PodPOP em TEXTO #78

Big Brother Brasil 2020 BBB20 Thelma Manu Rafa

Big Brother é assunto nas redes sociais brasileiras ao longo dos primeiros meses do ano! Religiosamente desde 2000 temos o tradicional reality show nas noites da Globo. Mas como surgiu o formato?

Por Willians Glauber

O BBB20 está prestes a acabar. Com altos e baixos de audiência nos últimos anos, a 20ª edição definitivamente provou que o reality ainda tem sobrevida pra alguns anos mais.

O reality nasceu lá nos países baixos, na Holanda. No ar ao redor do mundo desde 2000, o formato é original da produtora Endemol, cujo dono é John de Mol, o “inventor” do Big Brother.  Você vai entender essas aspas logo abaixo.

Antes de se tornar um fenômeno por todo o planeta, foi ao ar a primeira edição do programa em sua terra Natal, onde o primeiro ganhador foi revelado em dezembro de 1999.

E é a partir de 2000 que o formato ganha o mundo e a partir dali se torna o primeiro reality show fenômeno em todos os países.

A fortuna de De Mol é estimada em nada menos do que 1,7 bilhão de dólares, de acordo com estimativa da revista Forbes.

Jon De Mol Big Brother

Mas não vá você pensando que de Mol foi um grande gênio ao pensar em construir uma casa cujos moradores eram monitorados 24h por dia. Eis aqui o motivo das minhas aspas alguns parágrafos acima.

A premissa dessa sacada está na verdade no livro clássico 1984, escrito por George Orwell e publicado em 1949. Afinal, nada se cria…

Na história da obra clássica da literatura mundial, conhecemos uma sociedade cujos cidadãos vivem sob constante vigilância do que eles conhecem como o Grande Irmão (Big Brother, em inglês).

Nessa distopia futurista, a sociedade é comandada por um Estado totalitário, que chega ao extremo de instalar câmeras nas casas de todas as pessoas, o que o autor no livro chama de teletelas. De modo que saibam o que elas fazem o tempo todo.

Além disso, microfones são espalhados pelas ruas, para que se saiba o que as pessoas conversam entre si. 

1984 O Grande Irmão

Confira a sinopse oficial da edição lançada pela Companhia das Letras
Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho.

Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico.

De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro.

Big Brother George Orwell livro 1984

O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que “só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro”.

Algumas das ideias centrais do livro dão muito o que pensar até hoje, como a contraditória Novafala imposta pelo Partido para renomear as coisas, as instituições e o próprio mundo, manipulando ao infinito a realidade.

Afinal, quem não conhece hoje em dia “ministérios da defesa” dedicados a promover ataques bélicos a outros países, da mesma forma que, no livro de Orwell, o “Ministério do Amor” é o local onde Winston será submetido às mais bárbaras torturas nas mãos de seu suposto amigo O’Brien.

Toda semana tem textos, podcast e vídeo novos.
Mande um e-mail pra gente:
contato@podpop.com.br

Siga a gente no INSTAGRAM!
Curta nossa página no Facebook

podcast sobre série podcast sobre série podcasts sobre filmes podcast sobre filmes podcast sobre música podcasts sobre música podcasts no spotify podpop podcast cultura poppodcasts no Deezer podcast Deezer ouvir podcasts no Deezer

LEIA OUTROS TEXTOS AQUI DO PODPOP:
textos cultura pop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.